terça-feira, novembro 27, 2012

Como dizer não!


Um dos meus grandes defeitos é a minha quase total incapacidade para dizer não. Quando prevejo que vou ter que dizer não, dou uma volta de todo o tamanho para não ser sequer obrigado a ter que dizer sim ou não.

O fim do meu casamento foi assim. Certo ou errado, fiz tudo de maneira para que a minha decisão não fosse questionada. Para que ninguém viesse dizer que podia haver mais uma tentativa, mais uma oportunidade. Consegui, mas deixei, em algumas pessoas, anticorpos praticamente irreparáveis.

Agora com o meu mestrado, tentei fazer o mesmo mas, falhei! Enviei um mail para a escola a fazer um pedido praticamente impossível de ser correspondido. Seria o meu encerrar de assunto quase perfeito. Mas não,… de lá, veio, não uma aceitação total, mas sim uma alternativa, à qual me é quase impossível dizer que não. Cheguei então ao meu dilema…

Como dizer não!

segunda-feira, novembro 26, 2012

De volta ás minhas palavras


Este blogue tem andado demasiado parado. Não gosto…
Mas escrever o quê?

Será que toda a minha inspiração estava na inquietação do meu casamento falhado? Será, que o facto de hoje, ser um bocadinho menos anónimo, para algumas das pessoas que me visitam, me deixa um pouco inibido, calado? Será que o facto de ser agora um homem “solteiro”, me impede de revelar as minhas aventuras e desventuras, neste mundo louco dos divorciados?

Será que alguém quer saber???

terça-feira, novembro 13, 2012

Pois é....

"Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver”.

Amyr Klink

Pensamento sábio. E eu? Onde fico no meio disto tudo?

quinta-feira, novembro 08, 2012

All that I want


Já era bom se cada um de nós soubesse o que quer e o que não quer desta vida. Já era bom se eu próprio o soubesse com tanta certeza...

A minha laranja

Imaginemos que eu sou como uma laranja, constituído por gomos muito juntinhos dentro de uma casca. Cada um dos gomos representa um estado...