terça-feira, setembro 25, 2018

Voltei a casa

E acho que desta vez é definitivo. Não andava feliz e não estava a conseguir fazê-la feliz. Não me adaptei à vida na nova cidade, às viagens diárias e a tudo o resto. Acho que ao longo dos tempo me fui habituando aos seus luxuosos e fantásticos bem materiais (e a tudo que deles resultava) e me iludi em relação ao quanto gostava dela. Fui dizendo para mim mesmo que valia a pena, que gostava o suficiente para ficar, mas o certo é que não foi.

Mais uma vez deixei mal uma mulher. Fico triste por isso. Não queria mesmo nada. Dou por mim a pensar que deveria ter deixado as coisas ficarem logo pela primeira zanga, logo no primeiro ano. Talvez o sofrimento tivesse sido menor, mais fácil de contornar, mas achei que valia a pena tentar. Sempre achei que esta relação seria o melhor para mim, mas nem sempre o que é melhor para nós é aquilo que o coração quer.

Enfim,... a velha contradição entre a razão e o coração.

sexta-feira, setembro 21, 2018

Seis meses depois,..

Seis meses depois, regresso a casa, ao meu refúgio.
Mais uma vez deixo um rasto de desilusão e sofrimento, mas nesta fase não o poderia evitar. Deveria ter regressado, não há seis meses, mas à dois anos atrás. Eu e a minha dificuldade de dizer não,....

Mas a vida não pára e eu, para já, só quero procurar-me a mim mesmo.

sexta-feira, agosto 17, 2018

Voltei das férias

Voltei das férias e ao fim do meu primeiro dia de trabalho, carrego já todo o peso do cansaço que aqui tinha deixado, antes de ir.

Fui de férias

Fui de férias, de novo para Cuba, mas desta vez não senti emoções nenhumas, daquelas, várias, que senti da outra vez, ou ou de muitas outras, sentidas em férias, noutros tantos lugares. Não me lembro de alguma vez me ter sentido assim, tão "seco".

sexta-feira, junho 15, 2018

]...[

Um telefonema, uma conversa boa e agora um nervoso miudinho,...
Bom fim-de-semana :)

quinta-feira, junho 07, 2018

A sério????!!!!

A sério??? Mas porquê???
Mais valia acabar com o concurso de vez.
Eu nem costumo ver estes espectáculos de Miss, mas sempre gostei de saber que há mulheres que são orgulhosas da sua beleza e que a partilham com o resto das pessoas. Enfim, o nosso Mundo está a ficar, cada vez mais, um lugar estranho.

De qualquer forma, tenho quase a certeza de que sempre haverá homens e mulheres bonitas a quererem partilhar a sua beleza, assim como haverá sempre homens e mulheres a querer ver a beleza dos outros. Sempre fará parte da natureza humana. O concurso de Misses até seria, nesse aspecto, um dos eventos menos interessantes.



terça-feira, maio 29, 2018

Tendências


Antigamente, o importante era estar na moda. Hoje todos procuram “tendências”. Não basta ir acompanhando a moda, é preciso chegar lá primeiro que todos os outros!

Não há paciência para tanta falta de paciência! Relaxem, vivam a vida, um dia de cada vez!

quarta-feira, maio 09, 2018

Sedução e conquista

Há uns tempos atrás, no post das meias laranjas, a Marcela disse num comentário, que achava que eu tinha grande necessidade de conquista.

Pois é, a Marcela quase acertou. Não acertou completamente porque, não é tanto a conquista que me vicia. O que me vicia é o flirt, a sedução mutua. Seduzir e ser seduzido fazem-me sentir vivo.

Da descoberta da mulher e na revelação de mim próprio, surge o nervoso miudinho, o frio na barriga, e um sem fim de sensações e emoções boas a que não consigo resistir. Uma vertigem, que atinge o momento mais extasiante no ponto sem retorno. No momento em que percebo que, sejam quais forem as consequências, tenho que seguir em frente. A adrenalina toma conta de mim. 

sexta-feira, março 16, 2018

A liberdade é que me faz carinho

Satisfeito - Marisa Monte

"Quem foi que disse que é impossível ser feliz sozinho
Vivo tranquilo, 
a liberdade é quem me faz carinho
No meu caminho não tem pedras nem espinhos
Eu durmo sereno e acordo
Com o canto dos passarinhos"

segunda-feira, março 12, 2018

It's all about

Feldberg - You and Me
Do filme Moonrise Kingdom

Voltei a casa

E acho que desta vez é definitivo. Não andava feliz e não estava a conseguir fazê-la feliz. Não me adaptei à vida na nova cidade, às viagens...