sexta-feira, outubro 30, 2009

Redes mais ou menos sociais

Não sei bem o que é o Twitter, mas sei que já me falta tempo para os blogues, mails, conversas no Messenger e no gmail, e claro, para trabalhar, por isso vou evitando sequer aproximar-me.

Tenho Hi5 há já algum tempo. Já deixei e voltei várias vezes, conforme acho que me exponho demais ou que me sinto demasiado fora do Mundo. Também estou inscrito no facebook, mas aí nem fotos tenho. 2 ou 3 amigos apenas.

Estou à espera de chegar a uma conclusão. Ando à procura das vantagens. Pondero a exposição. Não se dá um passo sem que toda a nossa rede fique a saber, e isso a mim… não sei, mas baralha-me um pouco.

Afinal de contas, lá fora, nem todos sabem que existe outro para além de mim próprio. E se para algumas pessoas até gostava de me mostrar nas duas vertentes, para outras o impacto do encontro das duas poderia ter o efeito de uma bomba. E às vezes é difícil explicar, porque sim, tenho mesmo que explicar, de onde vêm algumas amigas (e a pós-graduação não tinha assim tantas colegas).

Mas claro, não preciso misturar as duas. Posso aceitar amigos apenas da vida real, ou melhor, oficial. Mas é como o anúncio da ZON. Poder podia, mas não era a mesma coisa, acrescento, não tinha tanta piada.

Espero sentado


quinta-feira, outubro 29, 2009

Carregar baterias





A energia de que precisamos está sempre ao nosso alcance. Basta um bocadinho de tempo para a agarrar. Ontem agarrei-a aqui, entre um entardecer e um anoitecer, no meio do campo, sozinho mas sem solidão.

terça-feira, outubro 27, 2009

[...]


Ando de uma maneira que ninguém me pode aturar. E eu até entendo. Já não me lembrava de estar neste turbilhão desde que deixei de fumar. Irritadiço, azedo, chato,...

segunda-feira, outubro 26, 2009

Gosto de ir mudando

E uma das razões porque gosto da hora nova é isto mesmo. Este céu que me leva ao fim da tarde para casa.

quinta-feira, outubro 22, 2009

Agora...

... ando ocupado com isto. Tenho que ganhar. Quem me conhece sabe porquê. :)

terça-feira, outubro 20, 2009

Outro



No ano passado, mais ou menos por esta altura, resolvi gastar uns dias de férias que me restavam para fazer isto. Agora, coincidência ou não, apareceu outro curso, mais ou menos dentro da mesma temática. A novidade é que vou ter de viajar, o que nem parece má ideia.

O ano passado, com o curso, com o convívio ou com a descontracção dos dias fora da rotina, nasceu-me uma alma nova.

Depois disso nasceu também uma amizade que ainda hoje não percebi se trouxe mais coisas boas ou mais coisas más, no entanto, tenho a certeza que não me arrependo dos tempos que passámos juntos, das conversas meio clandestinas que tivemos e de… adiante. Mas uma coisa sei, aprendi um monte de coisas novas sobre mim e sobre os outros. Cresci um bocadinho mais…

A vida não se repete, eu até sei, mas acabo por ir sempre à espera de algo mais do que um simples curso de árvores. Porque a minha curiosidade pelas pessoas é um pouco maior que a curiosidade que mantenho pelas árvores e pelas florestas. Se junto as duas, melhor.

segunda-feira, outubro 19, 2009

sexta-feira, outubro 16, 2009

quinta-feira, outubro 15, 2009

Sei lá...



Sei lá... a vida tem sempre razão
Composição: Toquinho / Vinicius de Moraes


Tem dias que eu fico pensando na vida
E sinceramente não vejo saída.
Como é, por exemplo, que dá pra entender:
A gente mal nasce, começa a morrer.

Depois da chegada vem sempre a partida,
Porque não há nada sem separação.
Sei lá, sei lá, a vida é uma grande ilusão.
Sei lá, sei lá, só sei que ela está com a razão.

A gente nem sabe que males se apronta.
Fazendo de conta, fingindo esquecer
Que nada renasce antes que se acabe,
E o sol que desponta tem que anoitecer.

De nada adianta ficar-se de fora.
A hora do sim é o descuido do não.
Sei lá, sei lá, só sei que é preciso paixão.
Sei lá, sei lá, a vida tem sempre razão.

terça-feira, outubro 13, 2009

[...]

Tenho um sonho. Uma obsessão. Gostava de ser fugaz, breve. Chegar e partir. Em poucos minutos. Num sitio qualquer.

Se ao menos não precisasse de tanto tempo para perder a vergonha, para me sentir à vontade, para me sentir confiante, …

quinta-feira, outubro 01, 2009

Vontades

Há sorrisos doces, tão doces que é uma pena, quase um pecado, não os poder beijar. Todos.

Há tantas vidas, todas tão diferentes, que é uma pena, quase um desperdício, não as poder partilhar. Todas.

Há um Mundo que, mesmo não saindo de nós próprios, pode ser vivido de mil formas, por isso é uma pena, quase um crime, não poder viver pelo menos 10 diferentes.

Enfim…

Who are you?

Ontem, depois de te ver na esplanada ao jantar, todas as minhas certezas "implodiram". A tua feminilidade, a tua beleza, a tua se...