segunda-feira, novembro 17, 2014

Tira pêlo, mete pêlo

Modernices!!!

"Para muitos este estilo é uma novidade, mas tem como inspiração uma profissão centenária. Enquanto o metrosexual é extremamente cuidado com a sua imagem, faz a depilação, cuida da pele e veste roupa justa o lumbersexual é o oposto. A grande imagem de marca do verdadeiro lumbersexual é a sua barba, deve ser longa, recheada e um pouco despenteada. Também têm uma maneira muito própria de se vestir, opta o estilo lenhador (lumberjack) com camisas de flanela, casacos e calças largas, gorro de malha e botas de trabalho. Esta nova moda nos homens está a fazer sucesso entre as mulheres. Saiba como adoptar este estilo com as nossas propostas."
Daqui: http://lifestyle.sapo.pt/moda-e-beleza/para-ele/artigos/lumbersexual-a-nova-tendencia-masculina

Agora a sério! Meninas leitoras do meu blogue, vocês acham mesmo que estes barbudos podem fazer sucesso entre as mulheres??? A mim parece-me uma coisa muito "pesada" e antiquada, mas enfim, se me disserem que gostam talvez me renda e arrisque deixar crescer a minha. Mas confesso, não vai ser fácil habituar-me.

Mas agora, ainda mais a sério, ainda no outro dia estavam a arrancar todos os pêlos do corpo, não poupavam sequer os sítios mais recônditos, e agora arrependeram-se e toca de os deixar crescer à parva por todo o lado! 

O mundo é cada vez mais, um lugar muito estranho!!

Cada vez mais claro para mim

Quem ama não tem dúvidas, verdade?

sexta-feira, novembro 07, 2014

Delírios do areal III

Existem dois tipos de distracções na praia. Um são as meninas, geralmente muito novas, cuja beleza é um regalo para  a vista. Uma paisagem que não cansa. Um quadro a três dimensões de uma encantadora fixação, principalmente porque essas moças, vestem normalmente, peças de banho reduzidas o que só aumenta a sensualidade, característica que tanto admiro em qualquer obra de arte. Estas moças nunca estão numa praia sozinhas. Ou estão com um namorado, ou com uma amiga, ou com um grupo de amigos. São, neste aspecto, a antítese do segundo tipo de distracção.

Falo das moças, geralmente mais próximas da minha idade, mais maduras, que estão na praia sozinhas, como eu próprio estou agora.

O desafio constante da mente imaginando uma forma de meter conversa, a indecisão sobre se devo ou não fazê-lo e as histórias que tento adivinhar sobre as suas vidas e sobre a sua personalidade, entretém-me durante algum tempo. 

Aqui na praia, nestes dias tenho visto duas. Uma que vem de manhã e outra que vem da parte da tarde. Mas como sempre, irei para casa sem trocar uma palavra com ninguém...

5 de Setembro de 2014

Delírios do areal II

Quero uma mulher de piercing no umbigo, quero uma mulher com uma tatuagem, de preferência no fundinho das costas, quero uma mulher de cabelos longos e ondulados, quero uma mulher que goste de fazer topless e que use biquinis pequenos. Quero uma mulher que goste de beber um "copito" uma vez por outra. Quero uma mulher que me dê uma filha, ou que já venha com uma "feita". Pequenina. Que dê para ver crescer e que se habitue a dar e a receber mimos.

Quero uma mulher um pouco mais nova que eu (por causa da parte da ou das crianças), sem grandes manias de riquezas. Uma mulher que não me exija aquilo que eu nunca lhe poderei dar. Uma mulher que goste de mim pelo que sou e que me admire, tanto quanto eu a admire a ela.

7 de Setembro de 2014

Delírios do areal

Das coisas mais bonitas que posso ver numa praia é um rabinho redondinho e fofo, em que as cuequitas do biquini, devido ao movimento do corpo, revelam a transição gradual entre a pele morena queimada pelo sol e a pele branca protegida.

6 de Setembro de 2014

Ainda a propósito das minhas últimas férias


I can be my own person...and it's pretty cool!
A opinião da Colbie Caillat e a minha também. :)

terça-feira, novembro 04, 2014

#%@£§&%$#"#%$!!!!!!!!!



Tem dias (cada vez mais), que só me apetece explodir assim no escritório!
#%@£§&%$#"#%$!!!!!!!!!

segunda-feira, novembro 03, 2014

Cinturas


Há mais ou menos uma ano este assunto já me preocupava. Quase atormentava.

Parecia-me que a moda das calças de cintura descaída se estava a desvanecer e isso deixava-me preocupado. Ainda hoje não percebi bem, se a moda das calças de cintura descaída se foi, mas uma coisa sei, as calças de cintura subida voltaram. Talvez as duas possam coabitar por aí....

Também sei que para um grande grupo de mulheres, as calças subidas as favorecem mais do que as descaídas, mas uma cintura descaída, quando cai bem, pode bem ser o principio de uma perdição.

Para mim, se as mulheres apenas pudessem usar um dos dois tipos e fosse eu que escolhesse (como de facto deveria ser), eu escolheria as calças de cintura descaída. Acho-as muito mais sensuais. É tão fina a "linha" entre o que escondem e o que mostram... é como uma porta entreaberta, um tesouro que não se revela na totalidade, um desejo que se vai descobrindo aos poucos...


Enfim,.. São este tipo de assuntos que preocupam verdadeiramente a mente do waterfall.

Encontros fortuitos

"Eu vi, Quando você me viu,  Seus olhos pousaram nos meus, Num arrepio sutil" Cupido Maria Rita Compositor: Claudio Lins ...