sexta-feira, dezembro 31, 2010

Inspiração para 2011


Saúde e paz. Felicidade para todos. :))

quinta-feira, dezembro 30, 2010

Sonhos

Numa destas noites tive um sonho. Como a maior parte dos sonhos este foi bem irreal, quase bizarro, mas engraçado e prazeroso.
Nesse sonho eu tinha uma amiga por perto, sublinho “amiga” e “muito perto”, com quem tinha longas conversas perdidas, muitas vezes sem sentido mas principalmente descontraídas, apesar de sérias. A mulher do sonho era uma pessoa que eu entendia tão bem como ela me entendia a mim. Eu não censurava os seus pensamentos assim como ela não censurava os meus, por mais estranhos que parecessem. Simplesmente entendíamo-nos. Ela estava tão próxima que frequentemente estávamos de mãos dadas e trocava-mos simples carinhos.
E num ápice, só possível em sonhos (ou talvez não), estávamos quebrando as nossas tensões com umas massagens relaxantes. E nem sei muito bem como ou porquê, falámos de sexo. Não de sexo um com o outro mas da sexualidade de cada um. E a pouco e pouco, porque estávamos já num estado de intimidade tal, fomos trocando experiências e explorando os nossos medos e incertezas. À descoberta dos nosso corpos, ensinando um ao outro tudo aquilo que sempre quisemos saber e nunca perguntámos a ninguém. Desfazendo mitos e descobrindo-nos. E que bom que era. Tão relaxante… Sem expectativas, sem medo de falhar, sem complexos.

E agora, se alguém perceber de interpretação de sonhos, que se desenrasque com este, para eu saber em que é que ficamos.

quinta-feira, dezembro 23, 2010

Natal 2010


Que este Natal seja tudo o que querem, com quem querem. :))

sexta-feira, dezembro 17, 2010

Grande Amor



Noutros tempos conheci uma moça (ainda a conheço) que era muito bonita e irradiava simpatia e boa disposição por todos os poros. Amiga dos seus amigos parecia uma jovenzinha mulher perfeita. No entanto, raramente tinha namorados e quando tinha pouco tempo duravam. A sua Mãe chegou a desabafar comigo, preocupada com a situação. Mãe atenta e vivida já tinha diagnosticado o problema. Para além de todos as virtudes que descrevi era (ainda é) uma pessoa de personalidade forte. Gosta de liderar e não dá o braço a torcer. Por isso os namorados ou lhe pegavam no braço para torcer e ela não os tolerava ou pelo contrário davam-lhe um bracinho para ela torcer à vontade e ela acabava por os achar uns “bananas”. Chegou-se a pensar que nunca encontraria um homem de meio termo. Mas a vida tem coisas incríveis e por estranho que pareça “há sempre um homem, para o coração de uma mulher”. E ela encontrou-o. Vivem hoje em equilíbrio.



O Grande Amor

João Gilberto

Composição: Tom Jobim/Vinícius de Moraes

Haja o que houver,
Há sempre um homem, para uma
mulher

E há de sempre haver para esquecer, um falso amor e uma vontade
de morrer.
Seja comofor há de vencer o grande amor, que há de
ser no coração,
como perdão pra quem chorou.

Desabafo

Estou farto, mas mesmo fartinho de trabalhar neste buraco do Mundo. Não gosto das pessoas, que na sua essência até podem ser idênticas às de todos os outros lugares (embora eu acho que não são, são piores, mas por agora nem discuto isso), não gosto da pasmaceira, da falta de juventude, beleza, cultura e sofisticação desta gente.

Um dia cometo uma loucura, reduzo o meu ordenado a metade e meto-me na cidade. Volto a entrar no Mundo das oportunidades e luto até chegar ao ponto onde estou hoje.

O campo é bom, mas é para passear ao fim-de-semana.

Só para partilhar. :)

segunda-feira, dezembro 06, 2010

Mas vamos crescendo...

Depois de nos termos afastado nada mais ficou igual no meu casamento. Não sei o que aconteceu. Acho que me mostraste um mundo muito maior do que aquele onde eu vivia, um mundo onde até então o meu casamento cabia à justa. Não que eu não andasse já à procura de outros mundos, só não sabia era que, esses mundos, estavam afinal, todos no mesmo “globo”. E a prova disso é que enquanto vivi o meu mundo e o teu, fui feliz nos dois e quando voltei a ter apenas o meu mundinho, senti um vazio enorme. E pior, acho quem vive comigo, sentiu também essa diferença em mim e deixou-se afastar.
É a coisa não está fácil…

quinta-feira, dezembro 02, 2010

Sweet and Sexy



Não sei porquê, mas para mim, estes dois adjectivos muito raramente encaixam na mesma mulher. Acho que uma e outra coisa se anulam. Estarei enganado? Estou a pensar, como é óbvio, na pureza das duas características, porque pode sempre vestir-se, ocasionalmente, a "pele" de uma das duas e então ficar muito próximo, mas não é a mesma coisa que sê-lo de facto.

Esperança e medo (Hopes and Fears)



She Has No Time
You think your days are uneventful
And no one ever thinks about you
She goes her own way
She goes her own way

You think your days are ordinary
And no one ever thinks about you
But we're all the same
And she can hardly breathe without you

She says she has no time for you now
She says she has no time

Think about the lonely people
And think about the day she found you
Or lie to yourself
And see it all dissolve around you

She says she has no time for you now
She says she has no time for you now
She says she has no time

Lonely people tumble downwards
My heart opens up to you
When she says she has no time for you now
She says she has no time for you now
She says she has no time

Encontros fortuitos

"Eu vi, Quando você me viu,  Seus olhos pousaram nos meus, Num arrepio sutil" Cupido Maria Rita Compositor: Claudio Lins ...