quarta-feira, agosto 26, 2015

Desabafo

Existe um tipo de mulher que, me parece, que eu tenho uma boa propensão para atrair. São mulheres que nuca foram ricas, a não ser no período em que foram casadas. Agora separadas, já não se podem dar aos luxos a que se tinham habituado, no entanto, já têm bastantes dificuldades em viver sem eles.

Por alguma razão, sentem-se atraídas por mim. E não, eu não sou o homem que lhes pode garantir esses luxos, porque, para além de não ser rico (vivo razoavelmente, mas também não dá para grandes luxos, muito menos luxos para dois) também sou um bocado forreta. E essa forretisse deixa-me algo desconfortável numa relação, por causa daquilo que considero essencial e que considero apenas acessório.

Mas isto tudo para chegar a uma simples conclusão. Os homens ricos, trocam com alguma frequência de mulher. Já as mulheres na mesma situação, raramente abandonam os seus parceiros. São por isso raras, na forma disponível.  

Mas apesar de deixar essa ideia, não é o que eu quero. Eu não ando à procura de uma mulher rica. Nem sequer menos rica ou até pobre. Isso é indiferente se eu for capaz de a amar. O que eu não procuro, o que eu não quero, são mulheres que andam desesperadamente à procura de um estatuto que lhes fugiu debaixo dos pés. Comigo isso não vai resultar. 

Tenho dito!

O que na verdade conta

Já aqui escrevi, mais que uma vez, listas de características que considerava essenciais numa mulher, para mim. Tretas! Tudo tretas!

A única coisa que eu quero é ser capaz de me apaixonar, só isso. A única coisa que eu quero é amar. Nada mais, tudo o resto são tretas!


A sério?!

Tirado daqui A sério???? Acham mesmo que sim? Que os pelos devem voltar? Se a minha opinião puder ajudar a tomar uma boa deci...