quinta-feira, agosto 10, 2017

A minha laranja

Imaginemos que eu sou como uma laranja, constituído por gomos muito juntinhos dentro de uma casca. Cada um dos gomos representa um estado de alma em relação aos diversos temas em que normalmente dividimos a nossa vida (amor, dinheiro, saúde, trabalho, etc, etc).

Olho neste momento para dentro de mim e percebo que dois ou três gomos estão quase vazios. A maior parte deles estão cheios, alguns muito mais que cheios, quase a rebentar, no entanto, sinto em toda a extensão da laranja, o vazio dos gomos incompletos.

Durante algum tempo, achei que se preenchesse muito bem alguns gomos, se os engordasse até além dos seus limites, conseguiria ocupar todo o espaço dos gomos vazios, mas foi uma ilusão. Se alguma vez consegui ocupar o espaço vazio, foi momentaneamente. O espaço vazio cada vez mais se faz notar e acabando por condicionar toda a estabilidade da laranja.

O pior é que não estou a encontrar forma de preencher os gomos vazios sem tomar medidas drásticas. Outra vez!!!

Sem comentários:

Enviar um comentário

A minha laranja

Imaginemos que eu sou como uma laranja, constituído por gomos muito juntinhos dentro de uma casca. Cada um dos gomos representa um estado...