segunda-feira, dezembro 19, 2011

Mais depressa do que pensava...

Mais depressa do que pensava, a minha vida entrou num ponto sem retorno. Já o disse a duas pessoas. Uma ficou contente, outra de queixo caído, mas acabou por reconhecer que achava que eu não era feliz e a uma terceira, não disse, mas ela percebeu, e essa, só disse que queria o que fosse melhor para mim e que estava lá para o que fosse preciso. Agora tudo está nas minhas mãos e eu tenho medo. Mas quem não tem? A vida é uma sucessão de passos, muitos deles dados no escuro. Não há outra forma de descobrir o que está do outro lado. E eu já tive tempo demais a perguntar a mim mesmo se devia ou não dar este passo.

7 comentários:

  1. Com você falando assim eu passo a pensar em milhões de possibilidades, mas em uma em especial... acho que estou certa.
    Mas, irás nos contar?

    Um beijo

    ResponderEliminar
  2. Arrepende-te do que fizeste e nunca do que deixaste de fazer:)
    Espero que corra tudo bem :)

    ResponderEliminar
  3. Sempre que leio estes posts que escreves de vez em qdo penso: este gajo não fode nem sai de cima.
    Desculpa a linguagem, mas sou nortenha, da-me o devido desconto.
    Pa, se tomaste uma decisão, seja relativamente ao que for, leva-a até ao fim, isso é viver, o que está pra trás é sobreviver e acredita que a vida é demasiado curta pra veres que a desperdiçaste.

    ResponderEliminar
  4. Andorinha, vou mesmo sair de cima. Este post queria dizer isso mesmo. Desta vez penso apenas em mim.

    ResponderEliminar
  5. E não olhes pra trás. Um abraço e muita força.

    ResponderEliminar

]...[

A forma descontraída como partilhas comigo a tua intimidade é excitantemente desconcertante.