sexta-feira, dezembro 18, 2009

E agora?

No fundo o que ela sentia, um sentimento bem real, era que toda gente conhecia e convivia com a pessoa com quem se tinha casado menos ela. Para ela, ele tinha-se perdido. Esfumado na rotina do casamento.

É, foi no casamento que ela o começou a perder. Estranho, não é?

Estranho ouvir nos relatos dos outros, a descrição da pessoa que ela conheceu anos atrás. Mas porque é que só ela já não o tem? Talvez porque ela não o soube agarrar e manter, talvez porque ele a tomou como garantida para o resto da vida, como prometeram na Igreja. Quem sabe?

Um dos problemas, o trabalho, porque mais ninguém o garante. Só ele, com o seu esforço, o seu tempo e o tempo dela, a sua ausência e a ausência nela. No trabalho é preciso investir sempre, cada vez mais. O casamento espera... Acha ele...

1 comentário:

  1. Esquece-se que o casamento tb eh necessario trabalho, esforça... manutenção!

    ResponderEliminar

Encontros fortuitos

"Eu vi, Quando você me viu,  Seus olhos pousaram nos meus, Num arrepio sutil" Cupido Maria Rita Compositor: Claudio Lins ...