segunda-feira, dezembro 21, 2009

Filmes

Não perco muito tempo com filmes e séries de televisão. Não porque não goste, mas porque a quinta, me tira quase todo o tempo que tenho para não fazer nada, fazendo tudo e mais alguma coisa. No pouco tempo que me sobra no sofá lá de casa, preencho com futebol e com livros.

No entanto vou vendo os filmes essenciais ou pelo menos aqueles que para mim parecem ser. Isto para dizer, e a propósito do grande último filme de massas, o Avatar, que não entro muito na linha da ficção científica e do fantástico. Muito menos agora que estes filmes são mais desenhos animados que outra coisa qualquer. Mas gostos são gostos e cada um gosta do que gosta. Não discuto gostos.

Para mim um bom filme ou um bom livro têm de retratar a vida, a sociedade, nós próprios. Pouco importa se retratam vidas reais, momentos da História, verdades, ficção ou verdades ficcionadas . Importante para mim, é ser capaz de me identificar com pelo menos uma das personagens. É ser capaz de encontrar pessoas que conheço nas outras, que não se identificam comigo. É ser capaz até, de me apaixonar por elas. Pessoas reais, com vidas reais, às vezes com vidas tão banais como as nossas. Só isso me deixa a pensar. Se um filme ou um livro não me deixar a pensar então significa que não tinha conteúdo, que não tinha vida própria.

E no meio de tanto filme bom…



3 comentários:

  1. Eu, pelo contrário, prefiro filmes que tenham pouco ou nada a ver com a vida "real".

    ResponderEliminar
  2. Olá Waterfall!

    Também penso assim,como tu, mas, às vezes, viver a vida com tanta intensidade desarranja-me as emoções...

    Este filme...verdadeiramente belo...esta cena...sublime...

    ResponderEliminar
  3. Também odeio filmes sem conteúdo, acho perda de tempo total, por isso parei de assistir filmes de terror!!!


    Bjos, ótima sugestão!

    ResponderEliminar

A minha laranja

Imaginemos que eu sou como uma laranja, constituído por gomos muito juntinhos dentro de uma casca. Cada um dos gomos representa um estado...