quarta-feira, maio 11, 2011

Desafio literário

Não sou muito destas correntes, mas de vez em quando abro uma excepção. Esta desafio veio destes lados e eu acabei por gostar de o "desfiar". Então aqui vai:

1 - Existe um livro que lerias e relerias várias vezes?
Acho que não. A vida parece-me curta, para tanto livro que ainda quero ler pela primeira vez…Mas nunca se sabe.

2 - Existe algum livro que começaste a ler, paraste, recomeçaste, tentaste e tentaste e nunca conseguiste ler até ao fim?
Só existe um e só tentei uma vez. “Memorial do Convento” do José Saramago. Não pela escrita que muitos criticam, mas apenas porque sou demasiado terra-a-terra para me entusiasmar com almas que, quando saem de dentro dos frascos, voam.

3 - Se escolhesses um livro para ler para o resto da tua vida, qual seria ele?
Ainda não li nenhum livro assim. Não leio poesia, mas acho que teria de ser poesia, porque são livros sobre os quais podemos tirar várias interpretações, conforme o nosso estado de espírito. Já agora, algum conselho?

4 - Que livro gostarias de ter lido mas que, por algum motivo, nunca leste?
O Principezinho. Não o li em adolescente (quando todos lêem) e agora parece-me tarde, mas não é pois não? Um destes dias vou ler.

5- Que livro leste cuja 'cena final' jamais conseguiste esquecer?
2666 do escritor Chileno Roberto Bolaño. Depois de mil páginas de um livro com diferentes histórias, algumas densas e pesadas, o escritor morre sem acabar o livro e por isso, pelo menos para mim, o livro acaba sem final. Isto é, não há, aparentemente, uma ligação entre todas as partes do livro. Mas conheço muita gente que gostou. Não se deixem impressionar pela minha opinião.

6- Tinhas o hábito de ler quando eras criança? Se lias, qual era o tipo de leitura?
Não, não tinha. Os livros dos “Sete” rebolavam lá por casa e eu, volta e meia, até os começava a ler, mas depressa a minha cabeça voava para longe…muito longe. Acontecia-me o mesmo nas aulas. Só já depois de estar a trabalhar e estudar ao mesmo tempo, aprendi a concentrar-me e a tirar prazer de tanto quanto um livro tem para nos dar. E isto não foi assim há tanto tempo. talvez nem dez anos. Tento recuperar as leituras atrasadas, mas não está fácil.

7. Qual o livro que achaste chato mas ainda assim leste até ao fim? Porquê?
Posso repetir o 2666? Ah, posso também colocar aqui o livro “O Estrangeiro” de Albert Camus. É que o homem da história nunca se decidia, puxa! Que grande chato. (sem ofensas para os apreciadores, que sei que há muitos)

8. Indica alguns dos teus livros preferidos.
Eu sou um fã do Brasil e dos climas tropicais, por isso tudo o que tem a ver com o Brasil, normalmente gosto. Claro que no topo estão os livros do Jorge Amado e Machado de Assis. Gosto da época de cada um.
Fiquei fascinado com o “Dona Flor e seus dois maridos”, preso entre as minhas parecenças com o Farmacêutico (embora ele toque fagote e eu clarinete) e a minha vontade de ser como o Vadinho.
Outro autor Brasileiro que gosto imenso, o Laurentino Gomes. Li os livros “1808” e “1822” e adorei. Como se pode evitar um livro que tem na capa o seguinte frase: “Como um homem sábio, uma princesa triste e um escocês louco por dinheiro ajudaram D. Pedro a criar o Brasil, um país que tinha tudo para dar errado.” Uma maneira de ler história do Brasil e de Portugal de uma forma simples e descontraída, sem no entanto deixar de ser séria e rigorosa.
No meu topo está também o “Equador” do Miguel Sousa Tavares, pela aventura da missão da personagem, pelo ambiente quente e húmido, quase sufocante que adorava experimentar, e que acabam normalmente numa chuvada arrebatadora, pelo sonho e pelos impulsos descontrolados de paixão.

9. Que livro estás a ler neste momento?
“Sá Carneiro” de Miguel Pinheiro, porque gosto de ir alternando ficção com história

10. Indica dez amigos para o Meme Literário:
O que é o Meme Literário???? Olhem, se alguém se sentir com vontade, considere-se desafiado, ok?

7 comentários:

  1. Hoje à hora do almoço estava aqui em casa (em Braga) a "pastar" e pus-me a ver uma novela. E de repente o meu cérebro esvazia-se. E sabe-me mto bem. Dizem que é o mesmo efeito que a playstation tem nos homens, ou o futebol, abstracção absoluta. O certo é que pensei pros meus botões: o jeito que me dava voltar a ver disto na Holanda! E sinceramente, nunca me lembrei, até agora, que se eu comprasse um livro do Jorge Amado, o efeito seria o mesmo!! E tou farta de ouvir falar maravilhas dos livros do Senhor e nunca li nada dele. Mas fica na lista, ó se fica! Mto obrigada pela partilha!
    Já agora, além de achar que o Equador é EXCELENTE, tb gostei mtooo do Rio das Flores, e esse é passado no Brasil...suponho que já tenhas lido, senão bora lá comprar mais Miguel Sousa Tavares. Aliás, pra dizer a verdade, gostei de todos os livros que o gajo escreveu. Filho de peixe... :)

    ResponderEliminar
  2. Eu aceito o desafio Logo mais no meu blog. Bjs
    Marcela Fernanda

    ResponderEliminar
  3. Hoje à hora do almoço estava aqui em casa (em Braga) a "pastar" e pus-me a ver uma novela. E de repente o meu cérebro esvazia-se. E sabe-me mto bem. Dizem que é o mesmo efeito que a playstation tem nos homens, ou o futebol, abstracção absoluta. O certo é que pensei pros meus botões: o jeito que me dava voltar a ver disto na Holanda! E sinceramente, nunca me lembrei, até agora, que se eu comprasse um livro do Jorge Amado, o efeito seria o mesmo!! E tou farta de ouvir falar maravilhas dos livros do Senhor e nunca li nada dele. Mas fica na lista, ó se fica! Mto obrigada pela partilha!
    Já agora, além de achar que o Equador é EXCELENTE, tb gostei mtooo do Rio das Flores, e esse é passado no Brasil...suponho que já tenhas lido, senão bora lá comprar mais Miguel Sousa Tavares. Aliás, pra dizer a verdade, gostei de todos os livros que o gajo escreveu. Filho de peixe... :)
    Andorinha

    ResponderEliminar
  4. Sim, também li o Rio das Flores, mas não gostei tanto. Quanto ao Jorge Amado, acho que vais gostar, ainda por cima tens tanto por onde escolher, que nem dá para deixar uma dica. :)Boas leituras.

    ResponderEliminar
  5. Também fui desafiada para este desafio.
    (Li o Principezinho, não quando era adolescente, mas anos depois e gostei)

    ResponderEliminar

A sério?!

Tirado daqui A sério???? Acham mesmo que sim? Que os pelos devem voltar? Se a minha opinião puder ajudar a tomar uma boa deci...