terça-feira, junho 28, 2011

Ainda

Não conversei. Não lhe disse. Não lhe confessei que passou… Não lhe confessei o que sinto... Enfim, alguém aqui dizia, e com razão, que é preciso atingir um extremo. O problema é que os meus extremos estão sempre muito longe. Tenho um perímetro "paciental" enooooooooorme. :))

3 comentários:

  1. É. Parece-me que em breve (muito breve) esses extremos serão alcançados...
    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Atinja o extremo! Quanto antes melhor! Se esticar demais pode arrebentar.

    ResponderEliminar
  3. Hum... mas tu sabes o que queres fazer da tua vida?... Tens algum plano?!

    Dizes que estás infeliz, mas não fazes nada porque ainda não atingiste um "extremo"...

    Eu acho que o motivo é outro, chamasse vazio e incerteza. Uma ruptura na tua idade só acontece quando tem mesmo de ser :)

    Há muita coisa em jogo para se deixar tudo e não olhar para trás.

    Bj
    Pat

    ResponderEliminar

Encontros fortuitos

"Eu vi, Quando você me viu,  Seus olhos pousaram nos meus, Num arrepio sutil" Cupido Maria Rita Compositor: Claudio Lins ...