sexta-feira, junho 06, 2014

Quando está escuro...



E são tantas marcas
Que já fazem parte
Do que eu sou agora
Mas ainda sei me virar

3 comentários:

  1. Eu tenho uma implicância com Paralamas, mas não há como negar que o Hebert é um grande poeta.

    Que sempre saibamos como nos virar!

    ResponderEliminar

A minha laranja

Imaginemos que eu sou como uma laranja, constituído por gomos muito juntinhos dentro de uma casca. Cada um dos gomos representa um estado...